Notícias Ação Social

Publicado em 1 de novembro de 2018

0

CMDCA REPASSA MAIS DE 370 MIL ÀS ENTIDADES DO MUNICÍPIO

Campanha para arrecadação do Imposto de Renda está acontecendo

Mais de R$ 370.000,00 foram repassados às entidades e projetos de assistência à criança e ao adolescente em 2018, pelo Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

De acordo com os dados do CMDCA, foram repassados R$ 375.149,40. O repasse foi feito de acordo com legislação sendo que foram repassados R$ 95.232,90 para a APAE; R$ 79.857,25 para o Grupo Mão Amiga; R$ 47.245,00 para o Grupo Pais que Amam; R$ 51.992,85 para a Associação Dom Bosco; R$ 31.495,00 para Associação Amigos da Cultura; R$ 22.490,00 para o Petit; R$ 39.336,40 para o Projeto Guri e R$ 7.500,00 para o Projeto Colibri.

O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Vargem Grande do Sul está devidamente regularizado e com a ajuda de todos, foi possível a arrecadação que ajudou muito as entidades, sendo que para muitas representou a maior parte do recurso do ano”, disse a presidente do CMDCA, Eva Vilma da Silva Rodrigues, que destacou o empenho de muitos na Campanha e, especialmente, da Associação Setembro. “Agradecemos imensamente a todos que contribuíram, em especial ao empenho da Associação Setembro e da família Oliveira. A Campanha ganhou mais força e esperamos continuar aumentando a arrecadação que é extremamente importante para as entidades do município.”

Para as entidades o recurso foi extremamente importante, chegando em alguns casos a se equiparar aos recursos recebidos do município, o que muito ajudou a realização dos trabalhos e desafogar financeiramente. “O Grupo Mão Amiga atende hoje cerca de 248 paciente, sendo que destes 69 são crianças e adolescentes. O recurso recebido através do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente é de grande importância para a entidade e teve um grande impacto para o atendimento, pois conseguimos dar um melhor atendimento às crianças e adolescentes nas várias áreas. Neste ano, grande parte do recurso recebido pela entidade veio do Fundo da Criança e Adolescente o que ajudou muito nosso trabalho. As pessoas precisam saber da importância que isso traz para a entidade, especialmente para os atendidos, por isso é que precisamos da ajuda de todos nesta destinação do Imposto de Renda”, disse Ana Maria Piconi, presidente do Grupo Mão Amiga.

O recurso foi conseguido através da Campanha de arrecadação do Imposto de Renda que incentiva a destinação de parte do imposto de renda para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente. A Campanha recebeu grande apoio do prefeito, dos conselheiros, entidades, contadores e da Associação Setembro para sua divulgação e explicação buscando conseguir mais arrecadação. Com isso, o dinheiro do imposto fica na cidade e ajuda as entidades e projetos que atendem as crianças e adolescentes do município.

Campanha continua – Neste momento da realização das Declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, juntamente com as entidades assistenciais do município e o apoio da Associação Setembro, está trabalhando nesta Campanha para que as pessoas possam destinar parte do Imposto de Renda às crianças e adolescentes do município.

“Foram distribuídas 8.000 cartilhas explicativas que foram para os contadores, entidades, escolas, conselheiros, clubes de serviços, muitos empresários, Associação Comercial entre outros, pedindo a ajuda na destinação e também na divulgação para que as pessoas possam ter suas dúvidas esclarecidas e façam a destinação ao Fundo Municipal. Assim, o dinheiro que iria para o governo federal, fica no município e é destinado às entidades e projetos que atendem às nossas crianças e adolescentes. Sem dúvida esta ajuda é essencial para as entidades e projetos e agradecemos imensamente em nome das milhares de crianças e adolescentes que são beneficiadas com esta ajuda”, disse a presidente Eva.

Os contadores do município participaram de reuniões e podem estar orientando os clientes de que é possível ajudar a entidade sem gastar nada, fazendo a doação descontando do Imposto de Renda, de acordo com a Lei Federal.

A pessoa física que faz a declaração completa pode destinar até 6% do valor devido ou aumentar a restituição. O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Vargem Grande do Sul recebe o dinheiro que fica direto na cidade, sendo repasso às entidades e projetos sociais que beneficiam as crianças e adolescentes do município.

A pessoa jurídica deve fazer a apuração com base no Lucro Real e poderá destinar até 1% do imposto devido ao Fundo Municipal.

O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Vargem Grande do Sul está registrado sob o CNPJ 19.216.638/0001-92, conta corrente nº 107.999-9, agência 2763-4 – Banco do Brasil.

 


Sobre o Autor



Back to Top ↑