Notícias Ação Social

Publicado em 9 de outubro de 2018

0

CONFERÊNCIA DA CRIANÇA ACONTECEU COM CENTENAS DE PARTICIPANTES

Adolescentes fizeram vários pedidos, dentre eles a reativação da Câmara Mirim

Mais de cem pessoas entre integrantes da rede de direitos de departamentos públicos e entidades assistenciais e muitos adolescentes estiveram na realização da XI Conferência da Criança e do Adolescente, no dia 05 de outubro, a partir das 13h00, no antigo Clube das Mães com o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento às Violências”.

Presentes à Conferência, os membros organizadores Camila Jorge Ribeiro e Breno Matheo Rodrigues, representante dos adolescentes; Ana Maria Piconi, conselheira de direitos; Rosângela de Melo Barion, representante do governo municipal e a conselheira tutelar Célia Fonseca Anadão. Também presentes a presidente do CMDCA Eva Vilma da Silva Rodrigues; o prefeito Amarildo Duzi Moraes e a primeira dama Maria Aparecida de Moraes; o promotor de Justiça dr. Leonardo Meisikas; os vereadores Wilson Luis Fermoseli Ronqui e Laércio Inácio Anacleto; os conselheiros tutelares Marcela Buci de Lima e Sônia Helena Roque de Carvalho e o presidente do Grupo de Escoteiros Curumins da Mantiqueira Dener José de Abreu.

 

Após a composição da mesa principal, foi executado o Hino Nacional. A presidente do CMDCA, Eva Vilma da Silva Rodrigues, deu as boas vindas a todos e agradeceu a trabalho de toda a comissão organizadora e das pessoas que ajudaram a realizar o evento. Falou do trabalho do CMDCA e do apoio do prefeito Amarildo e do promotor Dr. Leonardo Meisikas. “Muito nos honra a presença aqui neste momento em que estamos com tantos adolescentes para discutir e fazer nossas propostas, nossos projetos de acordo com as ideais de quem precisa dos nossos serviços. Parabéns a todos que aqui estão e obrigada por atender ao convite do CMDA”, disse.

Também falou o vereador Wilson Luis Fermoseli Ronqui em nome da Câmara Municipal, destacando a importância da participação nas conferências. D. Célia, conselheira tutelar e membro da Comissão Organizadora, também parabenizou aos adolescentes e à rede por atender ao chamado.

Dr. Leonardo Meisikas, promotor de Justiça da Vara da Infância e Juventude, falou da importância da participação, do ECA e dos direitos e deveres. “Aqui estamos com dezenas de adolescentes que são o futuro da cidade e estar envolvido, estar consciente dos direitos e deveres é essencial para formação do cidadão. Estão de parabéns pela iniciativa. Parabenizo também ao CMDCA, na pessoa da presidente Eva pelo trabalho que vem sendo realizado e desejo a todos um ótimo dia de discussões e planejamento”, completou.

O prefeito Amarildo também falou da satisfação em ter os jovens naquele momento participando discutindo. Lembrou do momento político em que vivemos e pediu a todos que haja sempre diálogo e reflexão. Destacou a ousadia e persistência na juventude e parabenizou pela participação. “Como já disse a presidente do CMDCA, Eva, a Conferência é o momento de fazer chegar às autoridades as necessidades através das propostas e vocês é que vão decidir aqui. Estamos aqui com uma platéia de futuro, aqui poderão estar os novos prefeito, vereadores, promotores de nossa cidade, isso depende de cada um. Nossos parabéns e obrigado pela participação de todos”, destacou.

Logo após a escola Benjamin Bastos fez suas apresentações com danças seguidos do Bate Lata do Petit. A advogada Josanete Monteiro iniciou a palestra que foi dividida em cinco eixos: I – Reconhecer a criança e o adolescente como sujeitos de direitos, em condição peculiar de desenvolvimento, sujeitos da história, de direitos humanos e de cidadania;     II – Definir diretrizes estratégicas que promovam a devida implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, em consonância com os eixos dessa Conferência; III – Promover e qualificar a efetiva participação da população de crianças e adolescentes na formulação e no controle das políticas públicas; IV – Universalizar o acesso aos direitos sociais, políticos, econômicos, culturais e ambientais e traduzir-se em políticas permanentes extensivas para todas as crianças e adolescentes do município; V – Eleger e referendar os delegados que participarão da Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Câmara Mirim – Após a explanação os participantes foram divididos em cinco grupos para discutir e fazer suas propostas para cada eixo. Os orientadores apresentaram as propostas de cada grupo em diferentes temas, mas que convergiam para mecanismos para uma efetiva participação dos adolescentes nas políticas públicas, dentre elas a reativação da Câmara Mirim. O vereador Laércio foi chamado pelos adolescentes para saberem qual seria a possibilidade da reativação deste projeto na Câmara. “Temos outros projetos nossos para a participação dos jovens, mas vamos nos empenhar para reativar a Câmara Mirim”, disse.

Todas as propostas foram aprovadas e serão encaminhadas para a Conferência Regional. Após, foram feitas as eleições para delegados adultos e adolescentes; sendo eleitos para adultos: Carlos César de Oliviera, Pâmela Tassia Padula Camillo, Leandro José da Silva e Haynara C. Cândido. Adolescentes: Bruna Carolina Alves de Aquino, Anna Luiza da Silva, Breno Matheo Rodrigues, Gustavo Henrique Bueno, Camila Gomes da Silva, Micael Valcir Bueno dos Santos, que terão como suplentes: Elisa Cristina da Silva, Jaqueline Fernandes de Souza, Camila Jorge Silvério, Júlia Otero da Silva, Camile Vitória Costa Antoniali e Lucimara Cristina Ferreira. Os delegados representarão Vargem em 2019 na próxima etapa da Conferência dos Direitos da Criança e Adolescente.

“Ficamos muito satisfeitos do envolvimento e desempenho com que fizeram os debates, elaboraram as propostas e as apresentaram. Saíram dali com o compromisso de reativação da Câmara Mirim, demonstram muita força e conhecimento que muito vai ajudar nas políticas públicas. Precisamos aproveitar cada vez mais essa força e essa vontade junto à rede. Com certeza, bons frutos irão surgir. Agradecemos muito a presença e a participação dos adolescentes e crianças, da rede de garantia de direitos, das equipes do Departamento de Ação Social que foram orientadores; da Comissão Organizadora, dos conselheiros de direitos e das autoridades que muito nos honraram com sua presença. Agradecemos também à palestrante Josanete Monteiro e Adriana Vieira que muito nos ajudaram na Conferência”, disse a presidente do CMDA, Eva Vilma da Silva Rodrigues.


Sobre o Autor



Back to Top ↑