Notícias Gabinete

Publicado em 18 de maio de 2017

0

Conderg vai iniciar campanha para Hospital Regional

A convite da coordenadora do Conderg – Consórcio de Desenvolvimento da Região e Governo de São João da Boa Vista, Rita de Cássia Teixeira Zanata, aconteceu no último da 08, uma reunião entre as presidentes de Fundo Sociais e primeiras damas das cidades que fazem parte do consórcio e Vargem foi representada pela primeira dama Maria Aparecida Tejada de Moraes e a presidente do Fundo Social, Eva Vilma da Silva Rodrigues.

A reunião foi realizada no auditório do Conderg e na oportunidade a coordenadora Rita expôs a situação do órgão que é responsável pela administração do Hospital Regional, SAMU e o AME de Casa Branca. Na reunião estiveram as representantes de Divinolândia, Aguaí, Caconde, Vargem Grande do Sul, Espírito Santo do Pinhal, Itobi, Santo Antônio do Jardim, São José do Rio Pardo e São João da Boa Vista.Bom dia Eva, segue as cidades
Divinolândia, Aguai, Caconde,  Vargem Grande do Sul, Espirito Santo do
Pinhal, Itobi, Santo Antônio do Jardim, São Joao da Boa Vista e São Jose do
Rio Pardo.Bom dia Eva, segue as cidades
Divinolândia, Aguai, Caconde,  Vargem Grande do Sul, Espirito Santo do
Pinhal, Itobi, Santo Antônio do Jardim, São Joao da Boa Vista e São Jose do
Rio Pardo.Bom dia Eva, segue as cidades
Divinolândia, Aguai, Caconde,  Vargem Grande do Sul, Espirito Santo do
Pinhal, Itobi, Santo Antônio do Jardim, São Joao da Boa Vista e São Jose do
Rio Pardo.

Rita falou do trabalho realizado no Conderg, com tratamento digno e humano, fazendo o melhor para os pacientes de toda a região que precisam do Hospital. “Todos deveriam conhecer o trabalho aqui, tudo que é realizado e como é realizado.” Mas destacou as inúmeras dificuldades pelas quais vem passando, ressaltando a dívida de cerca de 15 milhões de reais. Relatou sobre os repasses do SUS que não são suficientes para arcar com os gastos, a dívida de cerca de R$ 300.000,00 do governo para com o Conderg e pediu a ajuda dos municípios para tentar reverter esta situação de crise. “Sabemos que todos os municípios estão enfrentando momentos difíceis, mas estamos agora aqui com as mulheres pedindo a ajuda para podermos socorrer o Conderg que ajuda a toda a região. Que cada uma pense, dê ideias, faça em suas cidades eventos voltados para o Conderg. Com o esforço de cada um, um pouquinho de cada um que seja, temos a certeza de reverter esse quadro”, disse.

A coordenadora disse ainda que o Hospital fechou sua maternidade e já tem filas de espera para todos os atendimentos. “O atendimento digno e de qualidade é oferecido, o que precisamos é estender esse atendimento tirando os pacientes da espera e para isso precisamos de ajuda”, disse.

Diversas ideias foram discutidas e estarão sendo melhoradas para ajudar o Conderg. A primeira delas é criar uma campanha de divulgação do trabalho feito para conscientizar toda a região da importância e da necessidade do Hospital e organizar um dia para arrecadação simultânea em toda a região em prol do mesmo.

A coordenadora agradeceu a compreensão de todas e ficou acordado reuniões mensais para mais discussões sobre o assunto e visitas as alas de atendimento do Conderg.  “É uma situação complicada e, após a assembleia de prefeitos, a ideia de pedir a ajuda das presidentes de fundo e primeiras damas foi aceita e estamos confiantes neste trabalho.”

O Conderg é presidido pelo prefeito Amarildo Duzi Moraes e atende as cidades de Aguaí, Águas da Prata, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Espírito Santo do Pinhal, Mococa, Santo Antônio do Jardim, Santa Cruz das Palmeiras, São Sebastião da Grama, São José do Rio Pardo, São João da Boa Vista Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.


Sobre o Autor



Back to Top ↑